Iggor Cavalera

Igor começou a tocar bateria e percussão muito cedo. Quando o Sepultura foi formado, Igor era o membro mais novo, com apenas 13 anos. Em 21 de Abril de 1984, Igor tocou pela primeira vez em uma bateria de verdade, emprestada de Helinho, do Overdose, uma outra banda que tocaria na mesma noite.

Nos primeiros álbuns, as linhas de bateria de Igor, seguiam as tendências do thrash dos anos 80. Esse estilo foi aperfeiçoado de 1988 a 1991 (nos álbuns Beneath the Remains e Arise) já chegando por aí a ser um grande baterista muito admirado por suas "viradas" e bumbos muito velozes, tudo no estilo thrash-metal. Entretanto, a era em que ele criou uma nova "escola" na técnica de bateria foi após 1993. Seu estilo inovador no álbum Chaos A.D. trouxe elementos tribais, o uso constante de pedal duplo e uma grande quantidade de tons incorporados na música. Um exemplo clássico de sua contribuição é a introdução da música "Territory" (1993, Chaos A.D.) e o álbum Roots, de 1996.

Em 13 de junho de 2006, Igor anunciou sua saída do Sepultura devido à "incompatibilidades artísticas".

Atualmente Igor e Max Cavalera formam a banda Cavalera Conspiracy. Segundo a imprensa especializada o projeto é inovador e muito pesado. Além disso, Igor se lançou como DJ e atualmente, participa com sua mulher do projeto Mixhell.
Fotos
Vídeos